domingo, 5 de fevereiro de 2012

Greve geral da Copa?

Antes da aprovação da Lei Geral da Copa, o governo vai ter que lidar com uma possível greve geral da Copa. O jornal Valor Econômico publicou nesta sexta-feira que os 25 mil trabalhadores das obras de construção dos estádios para o Mundial estão organizando uma grande paralisação para março. A greve está sendo articulada por todas as grandes organizações sindicais: CUT, CGT e Força Sindical.
As requisições para a greve, segundo o diário: nivelar o piso salarial para 1.1 mil reais para ajudante de obras (no Nordeste chegam a gahar 600 reais mensais) , 1580 reais para pedreiros e carpinteiros e ainda elevar o valor da cesta básica para 350 reais. Também estão em pauta melhorias no plano de saúde e folga de cinco dias úteis a cada 60 trabalhados, com visitas a familiares em outros lugares financiadas pelas empresas responsáveis pelas obras. Essas requisições vão para a presidência da República e para a Confederação Nacional das Indústrias, a CNI.
Os representantes dos operários têm um argumento interessante para a questão da padronização dos níveis salariais, mesmo sabendo que os salários são diferentes em cada lugar: o preço da licitação das obras é sempre semelhante nos valores.
fonte: yahoo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário