sexta-feira, 15 de junho de 2012

Servidores federais ratificam indicativo de greve na Bahia


Por unanimidade, os trabalhadores do serviço público federal da Bahia ratificaram o indicativo de greve geral por tempo indeterminado em todo o estado a partir de 18 de junho. O indicativo foi aprovado na manhã desta quarta-feira, 13, em Salvador, durante assembleia geral convocada pelo Sintsef-BA.

Os servidores mostraram-se dispostos a reagir contra a intransigência do Ministério do Planejamento, diante do fracasso de inúmeras tentativas de negociação ao longo do ano. “A greve é o último recurso que dispomos para fazer com que o governo ceda e apresente propostas concretas para a categoria”, destacou Moisés Araújo, Coordenador de Administração do Sintsef-BA.

Neste primeiro momentos, os trabalhadores do INCRA, com o processo de organização e discussões mais avançado, sairão na frente e já anunciam que irão paralisar  suas atividades logo após os festejos juninos, a partir do dia 26 de junho. Os demais representantes setoriais presentes à assembleia também escolheram a data como meta para mobilizar sua base e também iniciar a greve no estado.

Este ano a pauta de reivindicações contém sete eixos centrais. Entre eles, o cumprimento de acordos e protocolos de intenção firmados com o governo e a definição de uma política salarial permanente, com reposição inflacionária, valorização do salário base e incorporação das gratificações.

A assembleia também definiu os primeiros passos para a organização de um movimento forte e coeso, como a implantação de um Comando Estadual de Greve, para centralizar as ações de mobilização, a preparação de um calendário de assembleias de base no estado, além da elaboração de um documento a ser distribuído aos parlamentares, na busca de apoio para as demandas do funcionalismo.

fonte: redebrasilatual.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário