terça-feira, 14 de agosto de 2012

Acaba a greve de metrô em Buenos Aires


O governo da cidade de Buenos Aires e os sindicatos de metroviários chegaram a um acordo segunda à noite e colocaram fim à greve que interrompeu o serviço de metrô e quase colapsou o sistema de transporte na cidade.

Os trabalhadores conseguiram um aumento de 23%, cinco a menos do que reivindicavam, e aceitaram os principais pontos de um acordo proposto pela subsecretaria de transporte do governo de Buenos Aires.

"Houve um princípio de acordo e estamos suspendendo o protesto. Não ficamos felizes por ter interrompido o metrô por dez dias", disse Roberto Pianelli, presidente da Metrodelegados, sem esclarecer se o serviço voltará a ser interrompido. Nos últimos meses, houve três suspensões dos serviços.

Nos últimos dias, o conflito se politizou, transformando-se num embate entre a presidente Cristina Kirchner e o prefeito Mauricio Macri.

Pré-candidato da oposição à presidência em 2015, Macri acusou Cristina de estar por trás das ações dos sindicatos para prejudicar sua imagem. O metrô está em fase de transição da alçada federal à da capital. Macri exige uma série de requisitos, como aumento da tarifa.

fonte: folhasp.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário