quinta-feira, 4 de abril de 2013

Agentes prisionais do MT entram em greve nesta quinta-feira


Servidores do sistema penitenciário de Mato Grosso decidiram deflagrar, na manhã desta quinta-feira, uma greve por tempo indeterminado. Segundo o Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindspen-MT), a decisão foi tomada em uma assembleia na quinta-feira, 28 de março, e, como não houve acordo, os servidores optaram por cruzar os braços.

A principal reivindicação dos funcionários é o avanço nas negociações com o governo do Estado sobre a necessidade do aumento de efetivo de agentes nas penitenciárias. Além disso, o grupo cobra o pagamento de adicional de insalubridade, reajuste salarial e melhorias nas condições de trabalho e segurança.

A primeira medida dos trabalhadores, segundo o sindicato, foi organizar um ato público para a tarde de hoje, em frente ao Palácio Paiaguás, sede do Governo do Estado, em Cuiabá. Segundo a secretária-geral do Sindspen-MT, Jacira Maria da Costa, enquanto não houver resposta do governo, a “categoria não deverá recuar”.

Durante o período de greve, apenas 30% dos servidores devem trabalhar nas penitenciárias do Estado. Serão cancelados os atendimentos aos advogados e aos Oficiais de Justiça (exceto em casos de alvará de soltura); banho de sol em quadras de esporte; recebimento de compras; visitas íntimas; assistências penais; atendimento a Pauta da Justiça e atendimento médico (exceto em casos de emergência).

Ainda segundo os servidores, será mantido o recebimento de presos em flagrante, o cumprimento de alvarás de soltura, a entrega da alimentação e medicamentos de uso contínuos, além do trabalho de guarda e vigilância.

Medidas restritivas também foram tomadas na Secretaria Executiva de Justiça e Direitos Humanos, na Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária e cadeias públicas.

fonte: terra.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário