quarta-feira, 2 de abril de 2014

Greve de motoristas tira 700 ônibus de circulação em SP

Uma paralisação de motoristas e cobradores das cooperativas Transcooper e Fênix impediu a operação de 731 ônibus de 59 linhas da zona norte da capital paulista. Iniciada no final da madrugada, a paralisação terminou cerca de 4 horas depois, por volta da metade da manhã de hoje.

Motoristas e cobradores do Consórcio Transcooper-Fênix durante a paralisação no bairro do Jaraguá, Zona Norte de São Paulo

Os funcionários haviam cruzado os braços em frente à garagem das empresas, na Rua Andresa, 101, região do Jaraguá. A ausência dos coletivos fez com que a 23 ônibus fossem mobilizados para antender emergencialmente as linhas: Cemitério Perus ao Terminal Pirituba, Recanto dos Humildes ao Terminal Pirituba, Vila Mirante ao Terminal Pirituba e Elisa Maria ao Terminal Cachoeirinha.

Um funcionário da Trascooper informou a paralisação havia terminado por volta das 8h30. Segundo a São Paulo Trasprte, os ônibus das cooperativas já haviam voltado a circular às 9h20, e, às 10h, a situação já havia sido normalizada.

fonte: terra.com.br

Coletores de lixo em greve no ABC Paulista têm audiência de conciliação

Em duas audiências de conciliação marcadas para a tarde desta terça-feira (1º) no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), os coletores de lixo de seis cidades da região do ABC Paulista (São Bernardo do Campo, Mauá, Diadema, São Caetano, Santo André e Ribeirão Pires), esperam que os patrões voltem atrás na decisão de limitar o aumento salarial em 10% e aceitem pagar o percentual de correção de 15,39% pretendido pela categoria.

Por determinação judicial, os coletores estão mantendo 50% dos serviços. A maioria iniciou a paralisação no dia de ontem (31) e, em São Bernardo do Campo, no último dia 24. Segundo o Sindicato dos Empregados em Empresas de Prestação de Serviços de Asseio e Conservação, Limpeza Urbana e Manutenção de Áreas Verdes Públicas e Privadas (Siemaco-ABC), as negociações envolvem entre 2,5 mil e 2,6 mil empregados. O piso salarial desses trabalhadores está em R$ 1.013,00, mais 40% a título de insalubridade e R$ 483,00, referente ao tíquete-alimentação.

fonte: uol.com.br

Salário causa greve entre trabalhadores da Amazon na Alemanha.

A Amazon emprega um total de 9 mil trabalhadores em nove centros de distribuição na Alemanha

ntenas de trabalhadores da varejista online Amazon na Alemanha entraram em greve nesta segunda-feira, a primeira interrupção do trabalho neste ano em uma disputa salarial que vem se arrastando há meses.

Um porta-voz do sindicato Verdi disse que 500 dos 1,2 mil trabalhadores do centro de distribuição da Amazon em Leipzig entrariam em greve. Uma porta-voz da Amazon disse que menos de 340 trabalhadores paralisaram as atividades e que as entregas não foram atrasadas.

Fachada do centro logístico da Amazon em Graben, na Alemanha 

A Amazon emprega um total de 9 mil trabalhadores em nove centros de distribuição na Alemanha - seu segundo maior mercado depois dos Estados Unidos - além de 14 mil trabalhadores temporários. Três dos centros de logística da Amazon na Alemanha foram atingidos por greves na véspera do Natal, apesar de as entregas da companhia não terem sido afetadas.

O sindicato quer que a Amazon eleve o salário dos trabalhadores de seus centros de distribuição na Alemanha, conforme acordo coletivo da indústria de correios e do varejo.

A Amazon rejeitou a proposta, argumentando classificar os trabalhadores de centros de armazenamento como do setor de logística, e disse que os funcionários recebem salários acima da média para essa indústria.

fonte: terra.com.br

Trabalhadores do Porto de Imbituba entram em estado de greve

Os estivadores do Porto de Imbituba entram a partir das 14h em estado de greve.
Caso a empresa não queira abrir para negociações, no prazo legal, os trabalhadores entram efetivamente em greve.

A decisão foi tomada em assembleia hoje (02) pela manhã. 

"A reivindicação dos trabalhadores portuários é por melhores condições de trabalho e melhores salários para a categoria", revelou o presidente da entidade, Osvaldo Mafra, que participou da assembleia.

fonte: fsindical.org.br